Pictures of Eagles

Loading...

terça-feira, 28 de julho de 2009

O Jiló



O Jiló
Olá pessoal, hoje vou falar sobre o jiló, esse pequeno legume que tem dado o que falar entre os criadores.
Vejamos um breve histórico sobre a origem do jiló.O jiló (Solanum gilo Raddi) tem sua provável origem no continente africano, sendo muito cultivado no Brasil. Geralmente considerado como um legume, o jiló é na realidade o fruto de uma planta da família das solanáceas, tal como a berinjela. O Jiló é rico em Vitamina A, B, C, Cálcio, Fósforo, Ferro além de ser uma razoável fonte de carboidratos e proteínas.
Veja alguns tipos de jiló:
Para fazermos uma boa análise sobre o assunto, perguntei a vários criadores sobre o jiló, e muitos me informaram que não oferecem o jiló a seus pássaros. Porém outros informaram que ofereciam periodicamente o jiló, ou seja 50% dos criadores que perguntei oferecem jiló e outros 50% não oferecem. Mas a pergunta que não quer calar é.Podemos oferecer o jiló aos pássaros sem qualquer restrição?
Vejamos os seguintes aspectos.
Como vimos o jiló é rico em vitaminas A, B, C, Ferro, Cálcio, Fósforo contém quantidades razoáveis de carboidratos e proteínas. Porém temos que nos atentar ao detalhe do cultivo do produto. Muitos dos agricultores que cultivam esse legume utilizam fertilizantes e inseticidas muitas vezes em alta quantidade, para proteger o produto de pragas e assim aumentar a resistência do produto.
Existem agricultores que cultivam o jiló de forma orgânica ou natural, sem uso de inseticidas ou fertilizante, obtendo um produto totalmente natural. Porém a produção desse tipo de jiló é certamente menor e mais difícil de se encontrar no mercado.
O criador deve analisar a procedência do produto; saber a procedência é a chave para saber se é bom ou não oferecer o jiló a seu pássaro.
Os criadores que não oferecem jiló a seus pássaros, afirmam que as aves gostam muito do jiló, porém acabam deixando de comer as rações e sementes necessárias e com maior teor de vitaminas e proteínas, para se fartarem das poucas vitaminas contidas no jiló, sendo assim deixando de comer o que proporciona maior saúde. Outro fato interessante que os criadores dizem, é que o pássaro fica de maneira viciado no jiló, não querendo assim comer outros tipos de alimentos.
Os criadores que oferecem o jiló a seus pássaros, afirmam não ter nenhum problema com suas aves, oferecem o jiló periodicamente sem nenhuma restrição, e afirmam que seus pássaros estão saudáveis e sem nenhum problema de saúde.
Se 50% dos criadores dizem que o jiló não é bom e outros 50% dizem que é bom, em quem acreditar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
A Iniciativa IPAMA surgiu da necessidade de se agir pelo meio ambiente, sem esperar a ação de outros e sim sua própria iniciativa.
Ocorreu um erro neste gadget