Pictures of Eagles

Loading...

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

ARTIGOS ( Vermes)















Dr. Danilo Testa
profissão: Médico Veterinário - CRMV 24661
Sou médico veterinário formado pela Faculdade de Jaguariúna em Julho de 2007.
Data de publicação: 20/11/2008


As verminoses são comuns e podem causar a morte das aves. Os nematóides (vermes redondos) mais comuns e mais patogênicos para os psitacídeos são o Ascaris e a Capillaria...
Saiba mais sobre as VERMINOSES
As verminoses são comuns e podem causar a morte das aves.
Os nematóides (vermes redondos) mais comuns e mais patogênicos para os psitacídeos são o Ascaris e a Capillaria, que parasitam o sistema digestivo (intestino principalmente).
Aves com verminose podem não apresentar sinais clínicos (sintomas) se a infestação for baixa. Outras aves apresentam emagrecimento, má absorção do alimento, crescimento retardado nos filhotes, diarréia, fezes escuras e sanguinolentas e morte.
Grande quantidade de Ascaris pode causar obstrução do intestino e morte. Tênias de aves também podem ser diagnosticadas nas aves doentes e fracas.
O diagnóstico das verminoses é feito pelo exame microscópico de fezes, que deve ser solicitado a um veterinário. A desverminação deve ser feita conforme orientação veterinária.
Os vermífugos utilizados basicamente são os mesmos usados em humanos e animais domésticos, o que muda é a dose e freqüência da aplicação do vermífugo. A sobredose de anti-helmínticos pode causar intoxicação.
Filo Nematoda (nematelmintos)
Características básicas
• Corpo cilíndrico.
• Representantes: áscaris (lombriga), filária, ancilóstomo.
• Triblásticos, acelomados e protostômios.
• Habitat: formas de vida livre terrestre e de água doce ou salgada; formas parasitas.
• Reprodução sexuada.
• Sistema digestório completo, com boca e ânus; digestão extracelular.
• Nos nematódeos, há uma ampla cavidade corporal (pseudoceloma) cheia de fluido, que facilita a distribuição de substâncias, como nutrientes, resíduos e gases – esqueleto hidrostático.
• Não há sistema respiratório(as trocas ocorrem por difusão).
• Sistema nervoso ganglionar(anel nervoso ao redor da faringe e dois cordões longitudinais.
O nemátodo C. elegans é um pequeno verme que vive no solo, com um comprimento até 1,2 mm na fase adulta (ver figura 1). Encontra-se largamente distribuído por todas as partes do globo, alimentando-se de bactérias. O ciclo de vida é de cerca de 3 dias em condições óptimas, sendo capaz de produzir grande quantidade de ovos, geneticamente idênticos, visto que o morfismo sexual é predominantemente hermafrodita (99.9%) (Altun and Hall, 2006).
Figura – O nemátodo Caenhorhabditis elegans em diferentes fases de desenvolvmento: A – Ovos, B – Vermes na fase adulta, C – Vermes na fase larvar L1
Características básicas
• Corpo achatado.• Representantes: planárias, schistosoma, tênias.• Habitat terrestre e aquático (água doce e salgada); alguns de vida livre, outros, parasitas.• Reprodução assexuada (planária) e sexuada (todos os representantes).• Digestão extracelular e intracelular. Sua cavidade digestória tem apenas boca, que serve para a entrada de alimento e a eliminação de dejetos (sistema digestório incompleto).• Não possuem sistema cardiovascular e nem sistema respiratório.• Sistema nervoso ganglionar.• As tênias são verdadeiras hermafroditas e não possuem sistema digestório; ao parasitar seus hospedeiros, ela retira o alimento já digerido.
EXAMES DE FEZESO exame de fezes é essencial para prevenir os parasitos ocultos e que comprometem a ave. O método preferido é o exame direto de fezes frescas, em solução salina, em esfregaço. Um exame negativo não significa, todavia, que a ave está “isenta”. Um exame mais apurado pode ser obtido pelo método tricoma.Fezes frescas são coletadas em álcool polivinil para conservar qualquer forma parasita.
A amostra é então colocada em uma lâmina, incubada 24 horas a 37 graus Celsios, e então submetida a ação do corante tricoma. Este procedimento identifica as diferentes formas de parasitos no material contaminado. As infecções por giárdia são comuns em Periquitos Ondulados, Calopsitas e Agapornis.
Oocisto de coccídia / Knemidokopts pilae / Giárdia / Ovos de Áscaris / Liver fluke / Plamódio em sangue periférico / Ovos de ácaros da pena
Considerações finais:
• Nunca forneça alimentação sem procedência e com a validade vencida para suas aves.
• Mantenha sempre o recinto ou a gaiola onde a ave vive sempre higienizada.
• Limpe os poleiros rotineiramente, se possível deixe eles de molho em solução de hipoclorito de sódio uma vez por semana usando uma diluição de (1: 5) de hipoclorito doméstico em água (1 parte de hipoclorito para 4 de água) é eficaz contra diversas bactérias e alguns vírus,.
• Evite deixar a banheira do banho no período pós banho pois à ave pode ingerir essa água que já esta contaminada, e as vezes até com presença de fezes.
• Lavar bem as verduras antes de fornecer as aves.
• Evitar fornecer Capins, Folhagens, Rameiras, Sementeiras; quando não se tem conhecimento do solo e do ambiente onde foram colhidas, risco de intoxicação por venenos, mata mato, e infecção de parasitas, vermes.
• Realizar consultas periodicamente com um Médico Veterinário para que um profissional capacitado possa propor o melhor protocolo a ser seguido e assim assegurando uma melhor qualidade de vida com muita saúde para sua ave.
Médico Veterinário Dr: Danilo Testa

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Sementes utilizadas na alimentação de aves

Sementes para Aves
Abaixo apresentamos as principais sementes comumente usadas na alimentaçăo de aves de gaiola e suas características. Apontamos também as aves que podem ser alimentadas com essas sementes.
Alpiste (Phalaris canaríensís) Grăo rico em carboídratos. Ao contrário do que seu nome em inglęs "canaryseed" sugere, este grăo năo é usado somente para canários, sendo, entretanto o principal componente da maioria das misturas de grăos para pássaros. Seu uso principal é nas misturas de grăos para canários, pássaros exóticos, pássaros silvestres, periquitos e periquitos grandes.
Arroz Cateto (Oryza saliva) Grăo rico em carboidratos e de elevada digestibilidade. Seu uso principal é nas misturas para curiós, bicudos, azulőes, calafate, grandes periquitos, papagaios e pombos.
Aveia sem casca (Avena sativa) Grăo rico em carboidratos, de ótima palatabílidade e digestibilidade, portanto ingerido com muito gosto e facilidadeperpassares no ninho. Em quantidades demasiadas pode levar ao acúmulo degordura, principalmente em canários. Seu uso principal é nas misturas degrăos para canários, pássaros exóticos, pássaros silvestres, periquitos, periquitos grandes e papagaios.
Cânhamo (Cannabis sativa) Grăo inativado da planta Cannabis sativa. É rico em extraio etéreo (óleos) e proteína. Contém THC, que estimula o interesse sexual nos pássaros. Deve-se cuidar para que năo haja exageros na quantidade de cânhamo oferecida aos pássaros, para evitar-se constipaçăo e excessiva excitaçăo dos animais. Seu uso principal é nas misturas de grăos para canários, pássaros exóticos, pássaros silvestres, periquitos, periquitos grandes e papagaios. Um dos melhores grăos para qualquer pássaro, porém seu uso (principalmente no verăo) nunca pode ser excessivo.
Cártamo (Carthamus tinctorius) Planta da família das asteráceas. Grăo rico em extrato etéreo (óleos). Seu uso nas misturas para periquitos, grandes periquitos, papagaios e pombos enriquece a alimentaçăo destes animais, contribuindo para uma plumagem de melhor qualidade.
Colza (Brassica rapa) Grăo rico em proteína e extrato etéreo (óleos), de sabor um pouco amargo. É o mais importante grăo numa mistura paracanários, pois seu elevado teor de extraio etéreo (óleos) promove uma excelente saúde e um canto melodioso. Pode levará adiposidade, se usado em demasia. Seu uso principal é nas misturas de grăos para canários, pássaros exóticos e pássaros silvestres.
Dari Branco (Sorghum sp.) Grăo da família do painço. Contém elevado teor de proteína, com aminoácidos de boa qualidade. Seu principal uso é nas misturas para trinca-ferro (picharro) grandes periquitos, papagaios e pombos.
Dari Vermelho (Sorghum sp.) Grăo da família do painço. Contém elevado teor de proteína, com aminoácidos de boa qualidade. Seu principal uso é nas misturas para trinca-ferro (picharro) grandes periquitos, papagaios e pombos.
Girassol Branco (Helianthus annuus) Este grăo é rico em proteína, extrato etéreo, minerais e vitamina E. Seu principal uso é em misturas para grandes periquitos e papagaios.
Girassol Graúdo (Helianthus annuus) Este grăo é rico em proteína, extrato etéreo, minerais e vitamina E. Seu principal uso é em misturas para grandes periquitos e papagaios.
Girassol Rajado (Helianthus annuus) Este grăo é rico em proteína, extrato etéreo, minerais e vitamina E. Seu principal uso é em misturas para grandes periquitos e papagaios.
Linhaça (Linum usitatissimum) Grăo da planta do linho. É rico em proteínas e extrato etéreo (óleos), principalmente do grupo Omega 3, essencial para uma excelente plumagem. Possui propriedades terapęuticas, melhorando o trânsito do bolo alimentar no tubo digestivo e contribuindo para uma melhor digestăo. Seu uso principal é nas misturas de grăos para canários, pássaros exóticos, pássaros silvestres, periquitos e periquitos grandes.
Níger (Guizotia abyssinica) Grăo rico em extrato etéreo (óleos) e proteínas. Devido a sua excelente palatabilidade, este grăo é muito apreciado por diferentes tipos de pássaros. Seu uso principal é nas misturas de grăos para canários, pássaros exóticos, pássaros silvestres, periquitos e periquitos grandes.
Painço Amarelo (Panicum milleaceum) Grăo também conhecido por milho alvo amarelo. Săo grăos ricos em carboidratos e possuem fácil digestibilidade. Seu uso principal é nas misturas para pássaros silvestres, pássaros exóticos, periquitos, grandes periquitos e pombos.
Painço Branco (Panicum milleaceum) Grăo também conhecido por milho alvo branco. Săo grăos ricos em carboidratos e possuem fácil digestibilidade. Seu uso principal é nas misturas para pássaros silvestres, pássaros exóticos, periquitos e grandes periquitos.
Painço Preto (Panicum milleaceum) Grăo também conhecido por milho alvo preto. Săo grăos ricos em carboidratos e possuem fácil digestibilidade. Seu uso principal é nas misturas para pássaros silvestres, pássaros exóticos, periquitos e grandes periquitos.
Painço Verde (Panicum milleaceum) Grăo também conhecido por milho alvo verde. Săo grăos ricos em carboidratos e possuem fácil digestibilidade. Seu uso principal é nas misturas para pássaros silvestres, pássaros exóticos, periquitos e grandes periquitos.
Painço Vermelho (Panicum milleaceum) Grăo também conhecido por milho alvo vermelho. Săo grăos ricos em carboidratos e possuem fácil digestibilidade. Seu uso principal é nas misturas para pássaros silvestres, pássaros exóticos, periquitos e grandes periquitos.
Perila (Perilia frutescens) É conhecida também como "a semente da saúde". Grăo rico em extraio etéreo (óleos), principalmente do grupo dos Omega 6 e Omega 3. Importante na promoçăo de um canto melodioso e uma plumagem exuberante. Seu uso principal é nas misturas para curiós e outros pássaros silvestres, canários e pássaros exóticos. É o melhor grăo e o mais importante para os pássaros, seu uso năo pode ser excessivo.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Pássaros X Poluição - Mudança de Hábito



O estudo analisou os pintarroxos, pássaros que geralmente começam a cantar ao amanhecer para atrair parceiros ou espantar inimigos e demarcar território.
Muitos desses pássaros estão cantando durante a noite, em vez de competir com os barulhos urbanos diurnos, de acordo com o estudo publicado na revista especializada Biology Letters.
O estudo diz que os pintarroxos têm cantado à noite em áreas onde os níveis de barulho diurnos são pelo menos dez decibéis mais altos do que em zonas rurais.
Barulho X luz
“Nos pássaros, a cantoria noturna por espécies normalmente diurnas pode ser uma forma de minimizar a interferência de barulho ambiente urbano”, disse o estudo.Mas os cientistas alertam que essas mudanças podem ser traumáticas para o metabolismo dos pássaros, já que cantar usa mais energia do que dormir.
Os pesquisadores também desafiam a noção comum de que o fenômeno é causado pelo excesso de luz durante a noite em zonas urbanas.
“Apesar de a cantoria noturna acontecer principalmente em áreas muito iluminadas, foi limitada a locais que também são barulhentos durante o dia e não aconteceu em locais com muita luz, mas que são relativamente quietos”, disse.
“Assim, nós concluímos que o barulho diurno tem um efeito muito maior na atividade de cantar à noite do que os níveis de luz noturnos.” Data: 01/02/2010



FONTE:http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2007/04/070425_passaroscantam_ir.shtml

Maior Ave na História



Maior ave da história só conseguia planar
Programas de computador normalmente usados em helicópteros ajudaram cientistas a desvendar o vôo da maior ave que já existiu: o gigante Argentavis magnificens, que viveu há 6 milhões de anos na Argentina. O estudo revelou que o enorme predador não tinha forças para voar com suas próprias asas e, por isso, planava como um condor de hoje em dia. A ave sempre intrigou os paleontólogos por sua capacidade de voar, apesar do enorme tamanho. Com o peso de um ser humano (cerca de 70kg), o bicho tinha mais ou menos o mesmo tamanho que um pequeno avião Cessna 152, usado para treinamento de pilotos. Agora, a equipe de cientistas liderada por Sankar Chatterjee, da Universidade Tecnológica do Texas, conseguiu resolver esse mistério inserindo dados sobre a força dos ossos e dos músculos da ave em um programa de computador usado para fazer simulações de vôo. Os números foram retirados de análises de fósseis do bicho. O computador confirmou que o Argentavis magnificens voava como um planador. A ave, segundo os cientistas, provavelmente dependia de correntes de ar quente para se manter nos ares. Para decolar, usava penhascos ou mesmo desníveis de terreno e contava com a ajuda do vento.
O trabalho foi publicado na edição desta semana da revista "PNAS", da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.Data: 02/02/2010



FONTE:http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL62710-5603,00.html
http://www.clubedocriador.com/
Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
A Iniciativa IPAMA surgiu da necessidade de se agir pelo meio ambiente, sem esperar a ação de outros e sim sua própria iniciativa.
Ocorreu um erro neste gadget